Calotes em setor de petróleo pressionam e Wells Fargo tem queda de 7% no lucro do 1o tri

quinta-feira, 14 de abril de 2016 09:35 BRT
 

(Reuters) - O Wells Fargo teve queda de 7 por cento no lucro do primeiro trimestre, depois que o terceiro maior banco em ativos dos Estados Unidos ampliou provisões para cobrir perdas com inadimplência, principalmente de companhias que atuam no setor de óleo e gás.

O lucro atribuível a detentores de ações ordinárias caiu para 5,09 bilhões de dólares, ou 0,99 dólar por ação, ante 5,46 bilhões, ou 1,04 dólar por papel, no mesmo período do ano passado, afirmou o banco nesta quinta-feira.

Analistas, em média, esperavam lucro de 0,97 dólar por ação, segundo dados da Thomson Reuters I/B/E/S. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis.

O Wells Fargo fez provisão de 1,09 bilhão de dólares no trimestre para cobrir inadimplência, principalmente de empresas de óleo e gás, ante 608 milhões de dólares no mesmo período de 2015.

Os preços do petróleo caíram em dois terços desde 2014, atingindo o mercado petrolífero global e causando uma série de falências diante de calotes de exploradoras de petróleo.

(Por Sruthi Shankar e Richa Naidu)