Ministro Braga, de Minas e Energia, defende Dilma e diz que fica no cargo

sexta-feira, 15 de abril de 2016 14:18 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, filiado ao PMDB, demonstrou apoio a Dilma Rousseff nesta sexta-feira, fez críticas ao processo de impeachment e disse que seguirá à frente da pasta até que a própria presidente o tire do cargo.

“Este processo de impeachment é muito mais político do que jurídico e isso é ruim”, disse Braga a jornalistas em entrevista coletiva na sede do ministério. “Não é recomendável você ter o impedimento de uma presidente da República por razões políticas”.

Ele também fez um balanço das ações que desenvolveu desde que chegou à pasta, em 2015, e garantiu a permanência no posto. "Fico no cargo até quem me nomeou me tirar dele".

(Por Leonardo Goy)