Governo sinaliza déficit primário de até R$65 bi em 2017, segundo LDO

sexta-feira, 15 de abril de 2016 15:39 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo estabeleceu meta zero para o resultado primário do governo central (Tesouro, INSS e Banco Central) em 2017 e propôs abatimentos que, na prática, abrem brecha para novo déficit de até 65 bilhões de reais para o próximo ano, segundo projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) encaminhado nesta sexta-feira ao Congresso Nacional.

Segundo o Ministério do Planejamento, a economia para pagamento de juros voltará ao azul em 2018, com superávit primário estimado em 0,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), subindo a 1 por cento do PIB no ano seguinte.

(Reportagem de Alonso Soto; Texto de Patrícia Duarte)