Temer considera Paulo Leme e Luiz Fernando Figueiredo para equipe econômica, dizem fontes

sexta-feira, 15 de abril de 2016 18:04 BRT
 

Por Alonso Soto

(Reuters) - O vice-presidente do Brasil, Michel Temer, está considerando o presidente do conselho do Goldman Sachs no Brasil, Paulo Leme, e o ex-diretor do Banco Central Luiz Fernando Figueiredo para a equipe econômica, se assumir a presidência nas próximas semanas, disseram à Reuters duas pessoas familiarizadas com o assunto nesta sexta-feira.

Paulo Leme está sendo considerado para os cargos de ministro da Fazenda ou presidente do Banco Central, disseram as fontes, que pediram anonimato porque o assunto ainda está sob análise.

As fontes acrescentaram que Luiz Fernando Figueiredo, que além de ter sido diretor do BC é fundador da gestores de recursos Mauá Capital, pode ser nomeado como secretário do Tesouro ou para a presidência do BC.

"Os dois são economistas cujos nomes foram trazidos às discussões, mas isto não significa que serão parte da equipe", disse uma das fontes. "Ainda está sendo decidido se serão nomeadas pessoas proeminentes ou tecnocratas para a equipe econômica".

As duas fontes não quiseram dizer se os dois economistas foram contatados diretamente por Temer.

Leme, que foi economista-chefe para América Latina do Goldman Sachs durante anos, não respondeu imediatamente às ligações e mensagens com pedidos de comentários. Figueiredo não respondeu a um e-mail e ligações para seu escritório em São Paulo.

Temer pode se tornar presidente do Brasil nas próximas semanas, conforme avança o processo de impedimento da presidente Dilma. Domingo, o plenário da Câmara dos Deputados vota no domingo.

(Reportagem adicional por Tatiana Bautzer e Guillermo Parra-Bernal)