Tensões entre A. Saudita e Irã dificultam acordo sobre produção de petróleo

domingo, 17 de abril de 2016 09:07 BRT
 

Por Rania El Gamal e Reem Shamseddine

DOHA (Reuters) - O aumento nas tensões entre os arquirivais Arábia Saudita e Irã pareceu arruinar neste domingo aquilo que poderia ser o primeiro acordo vinculante em quinze anos sobre produção de petróleo entre países membros e não membros da Opep.

Cerca de 18 produtores, incluindo a Rússia, haviam planejado se reunir na capital do Catar, Doha, na manhã de domingo e rapidamente aprovar um acordo para congelar a produção nos níveis de janeiro até outubro de 2016.

Mas o encontro foi postergado após a Arábia Saudita, na prática o líder da organização, dizer aos participantes que quer que todos os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo participem do congelamento, de acordo com fontes da Opep.

Riad havia insistido antes em excluir o Irã das conversas porque Teerã havia se recusado a congelar a produção, buscando recuperar fatia de mercado após a suspensão das sanções ocidentais contra o país em janeiro.

Com o acordo enfrentando problemas, ministros do Petróleo em Doha reuniram-se com o emir do Catar, o sheik Tamim bin Hamad al-Thani -- que foi instrumental em promover a estabilidade da produção nos últimos meses.

Mas um novo acordo preliminar visto por fontes depois disso não continha nenhum dos pontos vinculantes das versões anteriores. Os ministros devem retomar as conversas em breve, de acordo com fontes.