PepsiCo se beneficia de cortes de custos e venda de salgadinhos na América do Norte

segunda-feira, 18 de abril de 2016 11:17 BRT
 

(Reuters) - A PepsiCo divulgou lucro trimestral melhor que o esperado diante da redução de custos e aumento da demanda na América do Norte por seus lanches, incluindo Cheetos e a batata Lays.

A PepsiCo lidou com a queda da demanda por refrigerantes melhor que a Coca-Cola, com seu negócio de lanches compensando grande parte do impacto da mudança da preferência do consumidor para bebidas como chás e sucos de fruta.

"Ampliamos nosso portfólio de bebidas para reduzir nossa dependência de refrigerantes...", disse a PepsiCo em comunicado, acrescentando que somente 12 por cento da receita agora vem da Pepsi e menos de 25 por cento de bebidas gaseificadas globalmente.

As vendas do negócio de lanches da PepsiCo na América do Norte, que equivalem a mais de um quarto de sua receita total, subiram quase 3 por cento no primeiro trimestre, encerrado em 19 de março.

O lucro líquido atribuível à PepsiCo recuou quase 24 por cento para 931 milhões de dólares, ou 0,64 dólar por ação, principalmente devido a uma baixa contábil de 373 milhões de dólares relacionada à sua fatia na Tingyi-Asahi Beverages.

Excluindo itens extraordinários, a PepsiCo lucrou 0,89 dólar por ação, superando estimativa média de analistas de 0,81 dólar, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Yashaswini Swamynathan)