Camboja inaugura mega usina de açúcar de propriedade chinesa

terça-feira, 19 de abril de 2016 10:27 BRT
 

PHNOM PENH (Reuters) - O primeiro-ministro do Camboja, Hun Sen, inaugurou oficialmente nesta terça-feira uma grande usina de açúcar de propriedade chinesa, com investimentos de 360 milhões de dólares e capacidade de processamento de 500 mil toneladas por ano e que será uma das maiores indústrias de açúcar da Ásia.

A usina é parte de um pacote de investimentos de 1 bilhão de dólares da empresa agrícola chinesa Rui Feng (Cambodia) International no norte do Camboja.

"Esta usina poderá produzir cerca de meio milhão de toneladas de açúcar por ano", disse Hun Sen em um discurso durante a cerimônia.

A nova usina, que produzirá a partir da moagem de cana plantada na região, soma-se às cinco já existentes no país, que juntas poderão produzir cerca de 1,8 milhão de toneladas de açúcar por ano, disse o primeiro-ministro.

Empresas estrangeiros têm sido atraídas para investir no Camboja devido a um acordo de exportações para União Europeia isentas de impostos, em um programa destinado a ajudar um dos países mais pobres do mundo.

Sob este esquema, a maior parte do açúcar processado na nova usina será exportado para a União Europeia, disse Hun Sen.

O Camboja produz atualmente 440 mil toneladas de açúcar por ano, embora não existam dados oficiais sobre exportações da commodity pelo país.

A usina sofreu oposição de moradores locais e indígenas, que acusam empresas chinesas de tomar posse de terras ilegalmente.

(Por Prak Chan Thul)