Ibovespa fecha no maior nível em quase 10 meses com exterior e alta de commodities

terça-feira, 19 de abril de 2016 17:40 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou esta terça-feira no maior nível em quase dez meses nesta terça-feira, com o quadro externo favorável em meio ao avanço dos preços do petróleo e ações de siderurgia e mineração entre as maiores valorizações.

Na cena local, investidores monitoraram desdobramentos do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

O Ibovespa encerrou em alta de 1,54 por cento, a 53.710 pontos, no maior nível desde 26 de junho de 2015. O giro financeiro da sessão somou 7,93 bilhões de reais.

O dia foi positivo para commodities. Os preços do petróleo subiram com força, conforme uma greve de trabalhadores da indústria no Kuwait praticamente reduziu à metade a produção no país membro da Opep, ao passo que o preço do minério de ferro subiu nos mercados futuros e à vista.

Ativos de risco no exterior reagiram bem ao cenário, levando junto a Bovespa, que passou por realização de lucros na véspera que fez o Ibovespa fechar em baixa de 0,63 por cento.

No plano doméstico, após a aprovação na Câmara dos Deputados da abertura do processo de impeachment de Dilma no domingo, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que a eleição da comissão especial do impeachment deve ocorrer na próxima terça e terá até dez dias úteis para apresentar parecer sobre a admissibilidade do processo.

"A bolsa continua com investidores comprados com a ideia de que o impeachment vai avançar... O mercado tenta entender qual será o plano de política econômica do (vice-presidente Michel) Temer, seja de forma interina ou assumindo a Presidência", disse o analista da Clear Corretora Raphael Figueredo.

Temer mantém conversas reservadas com profissionais do mercado, em meio a sondagens e expectativas sobre a composição de eventual nova equipe ministerial, segundo fontes.   Continuação...