Brasil decide zerar tarifa de importação de 1 mi t de milho

terça-feira, 19 de abril de 2016 19:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro decidiu nesta terça-feira zerar a tarifa de importação de milho para compras externas feitas fora do Mercosul, visando aumentar a oferta do cereal em um mercado atingido por preços em patamares recordes.

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou isenção de taxa na importação de milho para uma cota de até 1 milhão de toneladas, válida de maio a outubro, segundo comunicado do Ministério de Agricultura.

A medida deverá favorecer principalmente compras de milho dos Estados Unidos, os maiores exportadores mundiais do grão, enquanto o governo brasileiro espera que a decisão aumente a oferta e traga alívio aos criadores de aves e suínos, cujos custos estão elevados e trabalham com margens deficitárias, em alguns casos.

Os preços do cereal em algumas praças do país atingiram patamares históricos de cerca de 50 reais a saca.

Para trazer milho norte-americano e de outras origens de fora do Mercosul, importadores brasileiros hoje pagam uma tarifa de 8 por cento, segundo a Camex.

A decisão, tomada após pedido do Ministério da Agricultura, deverá beneficiar principalmente produtores de suínos e aves do Nordeste, que estão mais próximos do hemisfério norte.

A isenção da taxa vai valer a partir da publicação no Diário Oficial da União, o que deve ocorrer na próxima semana, segundo o Ministério da Agricultura.

IMPORTAÇÕES EM CURSO   Continuação...