China poderá ser mais cautelosa com futuro afrouxamento da política monetária, segundo jornal

quarta-feira, 20 de abril de 2016 07:14 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A política monetária futura da China vai evitar encorajar as empresas a assumirem mais dívidas e avaliará o impacto da oferta de dinheiro sobre os preços, disse um influente economista do banco central, segundo o Financial News desta quarta-feira.

"Além de continuar a sustentar o crescimento econômico estável, a política monetária futura focará em proteger contra riscos macroeconômicos, evitando especialmente o crescimento rápido da alavancagem das empresas, e também avaliará o impacto dos elevados empréstimos sobre o custo de vida e dos preços dos imóveis", disse Ma Jun ao jornal oficial do banco central da China.

Autoridades chinesas estão tentando canalizar mais crédito para a economia buscando impulsionar o crescimento, mas estão alertas contra alimentar fortes ganhos no mercado imobiliário e bolhas de ativos.

Sinais de que a economia está retomando força têm dado ao banco central força para manter sua política monetária por enquanto, para que tenha munição mais tarde para lidar com qualquer possível choque da reestruturação econômica e da esperada alta da taxa de juros nos Estados Unidos, disseram autoridades à Reuters.

(Reportagem de Sue-Lin Wong)