Milho dos EUA é ofertado para granjas do Ceará; pode chegar em contêineres

sexta-feira, 22 de abril de 2016 15:47 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - Milho dos Estados Unidos está sendo ofertado a granjas do Ceará com entrega em contêineres, uma forma atípica de transporte do produto carregado normalmente em navios graneleiros, em um momento em que o Brasil lida com uma escassez do cereal e busca importações, disse nesta sexta-feira um representante das indústrias locais.

Granjas cearenses receberam um navio de milho da Argentina no fim de fevereiro e fecharam negócio semelhante para descarregar um segundo navio em agosto, em meio à dificuldade de abastecimento com grãos locais, segundo a Associação Cearense de Avicultura (Aceav).

Mais três carregamentos de milho a granel da Argentina estavam sendo negociados, mas as discussões foram colocadas em revisão após as notícias, confirmadas no Diário Oficial desta sexta-feira, de que o governo zerou a tarifa de importação de milho de fora do Mercosul, que barateia o produto ofertado por exportadores como os Estados Unidos.

"Estava fechando o terceiro (navio com a Argentina) quando se soube da isenção, e agora vamos aguardar", disse à Reuters o vice-presidente da Aceav, Marden Vasconcelos.

O corte na tarifa foi uma iniciativa das autoridades brasileiras para tentar aliviar a falta de milho no país e os elevados preços do grão, após meses de intensas exportações, que exauriram os estoques domésticos.

Operadores norte-americanos estimaram que agora o milho dos Estados Unidos poderá chegar entre 35 e 70 dólares por tonelada mais barato aos portos brasileiros na comparação com as poucas cargas disponíveis no mercado local. As importações dos EUA também poderão ficar 6 dólares por tonelada mais baratas que as originadas na Argentina.

Vasconcelos destacou, no entanto, que se o milho dos EUA for oferecido ao mesmo custo do argentino, será dada preferência aos parceiros de longa data do país vizinho.

Ele revelou ainda que na quinta-feira uma trading internacional ofereceu a compradores do Ceará milho norte-americano transportado em contêineres --todos os negócios até o momento têm ocorrido em navios graneleiros.   Continuação...