22 de Abril de 2016 / às 21:17 / um ano atrás

Governo acredita que leilões de aeroportos possam ocorrer em setembro apesar da crise, diz fonte

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo federal espera conseguir realizar em setembro leilões de concessão de quatro aeroportos, apesar da crise política e econômica que atinge o país, afirmou uma fonte do governo próxima do processo, acrescentando que há cerca de 15 grupos interessados nos terminais, a maioria estrangeira.

A perspectiva é que os detalhes finais, incluindo valores de outorga e investimentos, para os leilões de concessão dos aeroportos de Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Florianópolis sejam divulgados na semana que vem, afirmou a fonte, após o aval com ressalvas do Tribunal de Contas da União (TCU) ocorrido na quarta-feira.

"Imaginamos que vai dar para fazer o leilão (dos quatro aeroportos) entre o fim de agosto e o início de setembro, mais para setembro. Agora, depois do TCU, o trabalho é do governo, é algo mais interno sem interferência externa", disse a fonte que pediu para não ser identificada.

Segundo a fonte, o ambiente político não deve contaminar a concessão dos terminais, uma vez que o prazo de concessão é longo, de 30 anos. Entre os potenciais interessados citados pela fonte estarão Changi, de Cingapura e que já atua no aeroporto Galeão (RJ), a alemã Fraport e a suíça Flughafen Zürich AG, além de grupos do país como o Banco Pátria.

"Temos confiança no leilão porque há muitos interessados buscando e pegando informações. Foram mais de 10 interessados; umas 15 empresas, muitas de fora", disse a fonte.

Segundo a fonte, após consideração das ressalvas do TCU, o valor total de outorga dos aeroportos deve ficar entre 3 bilhões e 3,5 bilhões de reais. "Vai ser entorno disso aí (3 bilhões de reais), talvez um pouco mais", afirmou, acrescentando que a exigência de desembolso de 25 por cento do valor da outorga já neste ano será mantida.

A fonte acrescentou que os investimentos de 8 bilhões de reais a serem feitos pelos grupos vencedores ao longo de 30 anos das concessões também está sendo recalculado, mas deverá ficar próximo ao valor já divulgado pelo governo federal.

O governo brasileiro já concedeu à iniciativa privada os aeroportos de São Gonçalo do Amarante (RN), Viracopos e Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF) e Confins (MG).

Uma nova rodada de concessão de aeroportos a ser feita em 2017 já começou a ser analisada pelo governo federal, com o primeiro da lista sendo o terminal de Cuiabá, no Mato Grosso, disse a fonte.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below