Petroleira BP busca mais cortes de gastos após tombo de 80% no lucro

terça-feira, 26 de abril de 2016 19:11 BRT
 

Por Ron Bousso e Karolin Schaps

LONDRES (Reuters) - A BP informou nesta terça-feira que pode cortar mais gastos de capital após divulgar uma queda de 80 por cento nos lucros do primeiro trimestre deste ano, quando os preços do petróleo chegaram perto de uma mínima de 13 anos.

A companhia de petróleo britânica, a primeira grande a divulgar um dos mais fracos trimestres, reduziu sua meta de gastos de 2016 para 17 bilhões de dólares, de 17-19 bilhões de dólares, e disse que a marca pode cair para 15-17 bilhões de dólares no próximo ano se os preços continuarem fracos.

As reduções de custo permitiram à petroleira prever que pode equilibrar seu balanço com o petróleo a 50-55 dólares o barril em 2017, disse, abaixo da projeção anterior de 60 dólares.

O presidente-executivo da companhia, Bob Dudley, disse que espera que os preços do petróleo se recuperem até o fim do ano com os produtores suspendendo o trabalho nos campos e a demanda por combustível continuando robusta.

"Os fundamentos do mercado continuam a sugerir que a combinação de demanda robusta e crescimento fraco da oferta vai mover os mercados de petróleo para mais perto do equilíbrio até o fim do ano", disse Dudley.

O lucro líquido da BP no primeiro trimestre foi de 532 milhões de dólares, abaixo dos 2,6 bilhões de dólares um ano antes, mas superou as projeções de prejuízo de 140 milhões de dólares, de acordo com perspectivas dadas pela BP.