Venda de negócio para Coty leva Hypermarcas a lucro de R$1 bi no 1º tri

quarta-feira, 27 de abril de 2016 09:07 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A Hypermarcas teve lucro líquido de 1,008 bilhão de reais no primeiro trimestre, salto ante os 90,7 milhões de reais um ano antes, resultado influenciado pela conclusão da venda do braço de cosméticos para a Coty.

Em termos recorrentes, o lucro subiu 2,8 por cento ano a ano, para 117,8 milhões de reais.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) das operações continuadas somou 310,3 milhões de reais, alta de 11,2 por cento na comparação anual. A margem Ebitda caiu 0,3 ponto percentual, para 37,5 por cento.

A Hypermarcas concluiu no trimestre a venda de sua divisão de cosméticos para a francesa Coty, por 3,8 bilhões de reais, como parte dos esforços para reduzir o endividamento e concentrar-se na área farmacêutica.

Em janeiro, a Hypermarcas também anunciou a venda de sua divisão de presevativos para a grupo britânico Reckitt Benckiser por 675 milhões de reais.

No trimestre, a Hypermarcas teve receita líquida de 827,3 milhões, crescimento de 12,1 por cento sobre um ano antes, com destaque para medicamentos de prescrição médica.

Mesmo com esse esforço de desalavancagem, a companhia viu suas despesas financeiras líquidas crescerem 22,4 por cento, para 148,7 milhões, movimento influenciado por gastos com pré-pagamento de dívidas.

No período, a empresa fez a recompra parcial de 272,9 milhões de dólares em bônus no mercado internacional. Sem isso, a despesa financeira líquida teria caído em 59,5 milhões de reais. No fim de março, a posição de caixa líquida era positivo em 216,6 milhões, já considerando o resultado de hedge não realizado.

A coluna de despesas gerais e administrativas recuaram 4,1 por cento sobre um ano antes, para 38,1 milhões de reais.