Gastos do consumidor e comércio fracos devem afetar PIB dos EUA no 1º tri

quinta-feira, 28 de abril de 2016 07:37 BRT
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - O crescimento econômico dos Estados Unidos deve ter estagnado no primeiro trimestre, uma vez que a demanda doméstica esfriou e o dólar forte continuou a afetar as exportações, mas uma retomada da atividade é esperada devido ao forte mercado de trabalho.

O Produto Interno Bruto (PIB) provavelmente cresceu a uma taxa anual de 0,7 por cento, após crescimento de 1,4 por cento no quarto trimestre, de acordo com pesquisa da Reuters, também com as empresas ampliando os esforços para reduzir os estoques.

O crescimento também deve ter sido afetado pelo petróleo barato, o que tem prejudicado os lucros de empresas de serviços do setor de petróleo como a Schlumberger e a Halliburton e contribuído para gastos empresariais fracos. O Departamento do Comércio publicará sua estimativa de expansão do PIB do primeiro trimestre nesta quinta-feira às 9:30 (horário de Brasília).

"Não acho que isso signifique que a economia está com problemas", disse o economista-chefe da Capital Economics, Paul Ashworth. "O aumento do emprego foi incrivelmente forte no trimestre e as pesquisas que olham à frente se recuperaram nos últimos meses, sugerindo que o segundo trimestre será muito mais forte".