Kroton tem queda de 9% na captação da graduação presencial no 1º tri

quinta-feira, 28 de abril de 2016 10:29 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Kroton Educacional informou que a captação total de alunos na graduação presencial caiu 9 por cento no primeiro trimestre sobre um ano antes, enquanto a base de estudantes nesse segmento ficou praticamente estável, a cerca de 437 mil alunos ao final do processo seletivo.

A piora na captação foi influenciada principalmente pela menor oferta de vagas do Fies e às dificuldades com as novas regras do programa desde o segundo semestre do ano passado. A captação de alunos do programa de financiamento estudantil caiu 66 por cento contra um ano antes, para 14.390 discentes.

Mas a Kroton informou que a quantidade de matrículas de alunos pagantes subiu 44 por cento no período, a 55,2 mil estudantes. Já o nível de rematrículas subiu 3 por cento, a 335,14 mil.

A empresa afirmou que o resultado deveu-se a esforços comerciais como "intensificação das diferentes campanhas publicitárias e o rigoroso alinhamento de remuneração da força de vendas".

Na modalidade de ensino a distância (EAD), a captação, as rematrículas e a base de alunos cresceram, cada um, 1 por cento contra os três primeiros meses do ano passado.

A Kroton afirmou que o Parcelamento Estudantil Privado (PEP) da empresa admitiu no período 27.090 alunos entre as duas modalidades disponíveis - PEP30 e PEP50 - o que representou crescimento de 21 por cento frente ao primeiro semestre de 2015, "quando a oferta somente contemplou o produto PEP10".

"A Kroton deve continuar com a postura conservadora nos aspectos de reconhecimento de receita e provisionamento de todos os alunos do PEP assim como em 2015", afirmou a empresa.

Em termos de evasão, a Kroton registrou aumentos, com o índice de ensino presencial passando de 11,6 para 12,6 por cento no trimestre sobre um ano antes. No ensino a distância, a taxa subiu de 10,5 por cento, para 11,6 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)