Expansão industrial da zona do euro tem ligeira alta em abril apesar de descontos, mostra PMI

segunda-feira, 2 de maio de 2016 09:04 BRT
 

Por Sumanta Dey

(Reuters) - As indústrias da zona do euro tiveram desempenho ligeiramente melhor em abril uma vez que a produção não perdeu tanta força como inicialmente imaginado, mas o crescimento da atividade permaneceu fraco apesar do segundo corte de preços mais acentuado desde o início de 2010, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI final de indústria do Markit para a zona do euro subiu para 51,7 ante 51,6 em março, ligeiramente melhor do que a preliminar de 51,5. Leitura acima de 50 indica crescimento.

"A pesquisa está sinalizando uma taxa anual de crescimento da produção industrial de pouco menos de 1 por cento, o que é metade do ritmo visto nos meses antes da recente desaceleração", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

"Portanto, os dados da pesquisa até agora não mostram sinais de que o estímulo do Banco Central Europeu ou o euro mais fraco estão ajudando a reanimar o setor industrial, ao menos para a zona do euro como um todo."

O índice de preços de produção atingiu 47,4, abaixo da preliminar de 47,7 mas acima do dado de março de 47,1. Entretanto, o resultado foi o segundo mais baixo desde o início de 2010.

 
Estátua do logo do euro vista na ex-sede do Banco Central Europeu, em Frankfurt.   17/07/2015      REUTERS/Kai Pfaffenbach