Ibovespa fecha em queda pressionado por bancos e fraqueza de commodities

segunda-feira, 2 de maio de 2016 17:26 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal índice em queda nesta segunda-feira, pressionada particularmente pelas ações de bancos, das quais Itaú Unibanco caiu quase 3 por cento antes da divulgação do resultado trimestral, na terça-feira.

O declínio dos preços de commodities corroborou a realização de lucros no pregão brasileiro. O Ibovespa caiu 0,65 por cento, a 53.561 pontos. O volume financeiro somou 5,8 bilhões de reais.

Na sexta-feira, o Ibovespa fechou em queda, mas ainda assim acumulou em abril ganho de 7,7 por cento, no terceiro mês seguido no azul.

Em Wall Street, o S&P 500 avançou 0,78 por cento amparado em papéis do setor financeiro e de consumo, apesar da fraqueza dos preços do petróleo.

O quadro político local também segue no radar, mas sem grandes novidades, com estrategistas mantendo o viés positivo para as ações brasileiras para maio, com perspectivas de mudança do governo federal e ajuste em políticas macroeconômicas.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO caiu 2,74 por cento, antes do balanço do primeiro trimestre, em sessão negativa para o setor bancário como um todo. Os papéis do maior banco privado do país sofreram também com preocupações com o potencial impacto no resultado de pedido de recuperação judicial da Sete Brasil Participações. O Credit Suisse estimou a exposição do banco à empresa em 700 milhões de dólares.   Continuação...