Desafios dos mercados emergentes não devem ser superados rapidamente, diz BCE

terça-feira, 3 de maio de 2016 09:59 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A fraqueza das economias emergentes pode ser duradoura uma vez que os problemas giram em torno de questões estruturais arraigadas e não de dificuldades passageiras, representando riscos ao crescimento até das economias avançadas, disse o Banco Central Europeu (BCE) nesta terça-feira.

O presidente do BCE, Mario Draghi, tem citado repetidamente o crescimento fraco dos mercados emergentes como um peso para a recuperação da zona do euro, e uma das razões que justificam sua política monetária bastante frouxa.

Elaborando sobre esta questão em seu boletim econômico regular, o BCE disse que o crescimento potencial entre algumas das principais economias emergentes tem enfraquecido, elevando os risco de um "considerável" impacto negativo sobre o crescimento global.

O boletim citou a queda do crescimento da produtividade, investimento fraco, elevação da dívida externa, condições financeiras mais apertadas e deteriorações demográficas como algumas das razões por trás da perda de ritmo.

"Alguns desses desafios não devem ser superados rapidamente", disse o BCE. "O impacto do investimento fraco, dos gargalos de infraestrutura e das restrições de capacidade pode ser mais forte que o esperado."

(Reportagem por Balazs Koranyi)