Gerdau tem queda de 95% no lucro do 1o tri com vendas menores no Brasil

quarta-feira, 4 de maio de 2016 09:56 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A siderúrgica Gerdau teve queda de 94,8 por cento no lucro líquido do primeiro trimestre sobre um ano antes, a 14 milhões de reais, afetada por menores volumes de vendas no Brasil, mas apoiada por resultados nos Estados Unidos, que ampliou sua participação no desempenho do grupo.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado de janeiro a março ficou em 930 milhões de reais, queda de 15,9 por cento na comparação anual, informou a empresa nesta quarta-feira.

As vendas de aço totais recuaram 7 por cento de janeiro a março, a 3,85 milhões de toneladas, sobre um ano antes. Contra o trimestre imediatamente anterior, houve redução de 0,9 por cento.

A receita líquida do primeiro trimestre recuou 3,5 por cento, a 10,085 bilhões de reais, sobre o mesmo período de 2015.

No Brasil, as vendas de aço retraíram 8,7 por cento devido ao menor nível de atividade da construção e da indústria, ocasionado pelas incertezas econômicas, disse a Gerdau. As exportações, contudo, subiram 72,5 por cento por conta das oportunidades no mercado internacional e o câmbio favorável.

Com este desempenho, a importância das operações do país no total de faturamento da Gerdau caiu de 32 para 27,9 por cento. Do lado Ebitda, a participação recuou de 49,1 para 30,9 por cento.

Por outro lado, as vendas da unidade América do Norte subiram 2,4 por cento, com a melhora do setor de construção não residencial. A operação ampliou sua participação no faturamento do grupo de 33,2 por cento no primeiro trimestre de 2015 para 40 por cento neste ano. Já do lado do Ebitda, o percentual passou de 21 para 38,4 por cento.

A alavancagem medida pela relação da dívida líquida em dólares sobre o Ebitda subiu para 4 vezes, ante 2,4 vezes no primeiro trimestre do ano passado e 3,6 vezes nos três meses encerrados em dezembro.