Expansão de serviços da China desacelera em abril, mostra PMI do Caixin

quinta-feira, 5 de maio de 2016 07:10 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor de serviços da China expandiu de novo em abril, embora com desaceleração em relação a março, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

O PMI de serviços do Caixin/Markit para abril caiu a 51,8 de 52,2 em março, com aumento das novas encomendas no ritmo mais forte desde janeiro e com as expectativas das empresas inalteradas. Leituras acima de 50 indicam expansão da atividade.

O subíndice de emprego avançou para 50,9 em abril sobre 48,9 em março, revertendo a primeira queda no número de funcionários desde agosto de 2013.

"A expansão no setor de serviços ajudou a compensar parte do impacto causado pela indústria. No geral, entretanto, a economia ainda enfrenta pressões de baixa relativamente fortes", disse o economista-chefe do Caixin, He Fan, em nota.

"O governo precisa continuar implementando estímulo moderado para impedir um pouso forçado da economia."

O PMI Composto do Caixin caiu em abril depois de ter voltado a crescer em março, com o índice a 50,8 contra 51,3 em março. Ainda assim, o dado de abril foi o segundo mais alto desde maio de 2015.

Para mais informações, veja a matéria em inglês:

(Reportagem de Elias Glenn)