Fabricante de cosméticos Avon surpreende mercado com prejuízo trimestral

quinta-feira, 5 de maio de 2016 09:10 BRT
 

(Reuters) - A fabricante de cosméticos Avon divulgou um surpreendente prejuízo trimestral e queda de 16 por cento em suas receitas com a demanda menor no Brasil e na China.

A Avon está tentando reverter o declínio de mais de quatro anos em suas vendas ao se desfazer de negócios não rentáveis, cortar empregos e realizar novos investimentos na cadeia de fornecimento.

No primeiro trimestre, as vendas da Avon em todos os seus mercados caíram. O maior deles, a América do Sul, recuou 28 por cento.

As vendas no Brasil foram prejudicadas por impostos incidentes sobre os cosmésticos no começo de 2015, o que tornou os produtos da Avon mais caros. Na China, as vendas foram impactadas pelo menor número de representantes vendendo seus produtos, disse a companhia.

A receita total da empresa caiu para 1,31 bilhão de dólares. Em uma base cambial constante, a receita subiu 2 por cento.

O prejuízo líquido atribuível à companhia aumentou para 165,9 milhões de dólares, ou 0,38 dólar por ação, no primeiro trimestre, de 147,3 milhões de dólares, ou 0,33 dólar por ação, um ano antes.

Excluindo itens extraordinários, a Avon registrou prejuízo de 0,07 dólar por ação. Analistas esperavam, em média, lucro de 0,02 dólar por ação e receita de 1,29 bilhão de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Reportagem por Yashaswini Swamynathan em Bengaluru)