S&P diz que fracasso em lidar com gastos relacionados a envelhecimento pode levar a piora de rating

quinta-feira, 5 de maio de 2016 09:13 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Diante do envelhecimento da população e do aumento das contas com saúde e previdência, os governos ao redor do mundo terão que reformar seus sistemas previdenciários para evitar a deterioração de suas classificações de crédito, disse a Standard & Poor's nesta quinta-feira.

A agência de classificação de risco analisou 58 países desenvolvidos e emergentes para calcular as consequências econômicas das mudanças demográficas, e concluiu que a menos que eles implementem reformas para combater os gastos relacionados ao envelhecimento, mais de um quarto desses países podem ter "grau especulativo" até 2050.

A S&P salientou que os governos encaram um duro ato de equilíbrio.

"Será preciso abordar as despesas com saúde para garantir a sustentabilidade, evitando ao mesmo tempo o aumento do risco da pobreza para os idosos e da desigualdade social", acrescentou.