Samarco atrasa redução de impactos de desastre e foca em retomar operações, diz MP

quinta-feira, 5 de maio de 2016 12:04 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora Samarco está focada em retomar atividades e atrasada nas realizações de medidas para minimizar impactos do desastre ambiental com o rompimento de uma barragem de rejeitos, há seis meses, afirmou o promotor de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) Mauro Ellovitch.

"A Samarco não está fazendo o aporte de esforços necessários para a reparação do dano e sim está se concentrando muito mais em uma retomada de atividades para atender ao interesse econômico dela, então isso vai demandar providências do Ministério Público Estadual", disse Ellovitch a jornalistas, em uma conferência de imprensa, transmitida pela Internet.

(Por Marta Nogueira e Stephen Eisenhammer)