Banco Central do México mantém taxa de juro, mas acena para riscos de moeda fraca

quinta-feira, 5 de maio de 2016 17:42 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O Banco Central do México manteve sua taxa básica de juro nesta quinta-feira, mas disse que a volatilidade financeira pode aumentar novamente e que irá monitorar riscos para a inflação devido à fraqueza de sua moeda.

O Banco do México manteve a taxa de juro MXCBIR=ECI em 3,75 por cento ao ano, conforme o esperado por todos os 25 analistas consultados pela Reuters nesta semana.

O BC mexicano, no entanto, disse que não pode descartar uma renovação na volatilidade financeira e se prendeu a um aviso de que poderá elevar os juros a qualquer momento, se necessário.

O peso mexicano subiu quase 6 por cento desde que o BC local elevou inesperadamente a taxa e juro em 0,5 ponto percentual em fevereiro e fez intervenções diretamente no mercado de câmbio pela primeira vez desde 2009 para tentar interromper uma queda na moeda.

A valorização do peso mexicano aplacou preocupações de que a fraqueza na moeda possa atingir as expectativas de inflação, enquanto os fracos dados econômicos norte-americanos têm semeado dúvidas sobre o quão rapidamente o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, pode elevar a taxa de juro norte-americana este ano.

(Por Michael O'Boyle e Gabriel Stargardter)