Negócios com títulos sustentam alta de 12% do lucro da Cetip no 1º tri

quinta-feira, 5 de maio de 2016 18:48 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - O forte desempenho da unidade de títulos deu impulso à receita e ao lucro da Cetip no primeiro trimestre, compensando nova retração na área de financiamentos, diante da derrocada dos financiamentos para compra de automóveis.

A maior central depositária de títulos privados da América Latina anunciou nesta quinta-feira que seu lucro líquido de janeiro a março somou 135,2 milhões de reais, alta de 12 por cento sobre um antes.

O Conselho de Administração da companhia aprovou distribuição de 93,05 milhões de reais em dividendos relativos ao primeiro trimestre, equivalentes a 0,3580 real por ação. O pagamento deve ocorrer em 8 de julho.

Impulsionada por fatores como forte aumento do estoque de ativos em custódia, o reajuste de preços e a frequência de negócios com títulos, a receita líquida da companhia cresceu 16,6 por cento sobre um ano antes, a 311,1 milhões de reais.

O resultado foi divulgado depois que a BM&FBovespa anunciou em abril acordo para comprar a Cetip por cerca de 12 bilhões de reais. [L2N17B25H]

A unidade de financiamentos teve receita 3 por cento menor na comparação com o mesmo trimestre de 2015, impactada pelo fraco desempenho das vendas e empréstimos para aquisição de veículos.

Segundo o diretor financeiro e de relações com investidores da companhia, Willy Jordan, a tendência é que a unidade de títulos siga se sobressaindo em relação à de financiamentos ao longo de 2016, dado o cenário de recessão na economia.

"Devido à base de comparação menos forte do segundo semestre de 2015, a tendência é que o ritmo de queda na unidade de financiamentos caia ao longo deste ano", disse Jordan à Reuters.   Continuação...