ArcelorMittal está ligeiramente mais positiva sobre mercado de aço; vê retração no Brasil

sexta-feira, 6 de maio de 2016 07:32 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A ArcelorMittal, maior siderúrgica do mundo, disse nesta sexta-feira que está ligeiramente mais otimista sobre o mercado de aço, graças a uma modesta melhora nas perspectivas para a China, embora tenha mantido inalterada sua previsão de resultados para 2016.

As siderúrgicas ao redor do mundo têm sido impactadas pela queda dos preços devido ao excesso de capacidade e à desaceleração do crescimento econômico na China, maior consumidor e produtor do mundo de aço.

A ArcelorMittal disse que ainda espera que o consumo aparente global de aço, que inclui mudanças em estoques, fique estável ou em alta de 0,5 por cento neste ano sobre o último.

Mas, para a China, a empresa elevou a previsão para entre estável e queda de 1 por cento, ante baixa anterior de 0,5 a 1,5 por cento.

O presidente-executivo da companhia, Lakshmi Mittal, disse que as mesmas condições operacionais duras do segundo semestre de 2015 continuaram no primeiro trimestre.

A ArcelorMittal também se juntou ao rol de companhias internacionais mais pessimistas sobre a economia brasileira, com expectativa de que a demanda por aço no país caia até 12 por cento, ante retração esperada anteriormente de 6 a 7 por cento.