Dólar cai 1% e volta a R$3,50; mercado espera alta mais tarde de juros nos EUA

sexta-feira, 6 de maio de 2016 17:20 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou com queda de 1 por cento e voltou ao patamar de 3,50 reais nesta sexta-feira, após o mercado alimentar expectativas de que os juros nos Estados Unidos vão demorar mais para subir diante da divulgação de dados ruins sobre o mercado de trabalho na maior economia do mundo.

O movimento também veio com a ausência, pelo terceiro dia seguido, do Banco Central brasileiro no mercado de câmbio.

O dólar recuou 1,04 por cento, a 3,5030 reais na venda, após chegar a 3,5747 reais na máxima desta sessão e a 3,4945 reais na mínima. Na semana, no entanto, a moeda norte-americana acumulou alta de 1,83 por cento.

O dólar futuro caía cerca de 1 por cento no fim da tarde.

"O dado dos EUA veio mais fraco e empurrou a expectativa de alta de juros mais para frente, o que favoreceu algumas moedas de emergentes", disse o economista da corretora BGC Liquidez Alfredo Barbutti.

A abertura de vagas nos EUA em abril foi a menor em sete meses e muitos norte-americanos deixaram a força de trabalho, sinais de fraqueza que levantam dúvidas sobre se o Federal Reserve, banco central do país, vai elevar os juros antes do fim do ano.

Na esteira da expectativa de que nova alta de juros nos EUA deve demorar mais que o esperado, o dólar acabou perdendo força também em relação a moedas de outros países emergentes, como México e Chile.

Pesquisa Reuters mostrou que a maioria dos dealers primários do Fed veem a próxima alta de juros em setembro; antes, esperavam o movimento em junho. Juros maiores nos EUA podem atrair recursos aplicados em outros países, como o Brasil.   Continuação...