Incêndio florestal no Canadá aumenta de tamanho em meio a vegetação seca

sábado, 7 de maio de 2016 17:29 BRT
 

Por Rod Nickel e Liz Hampton

LAC LA BICHE, Canadá (Reuters) - Um grande incêndio florestal no Canadá cresceu explosivamente neste sábado, à medida que ventos quentes e secos empurraram as chamas pela região de produção de energia de Alberta e a fumaça forçou o fechamento de projetos petrolíferos de areias betuminosas.

O incêndio, que já causou a remoção de 88 mil pessoas da cidade de For McMurray, está a caminho de dobrar de tamanho neste sábado, sétimo dia do que é esperado ser o mais custoso desastre natural na história do Canadá.

A polícia escoltou outro comboio de pessoas sendo retiradas da região ao norte de Fort McMurray, levando-o em uma jornada através de partes queimadas da cidade, em meio a densa fumaça. Acredita-se que cerca de 1.600 estruturas já foram perdidas.

Com a previsão da temperatura chegar neste sábado a 28 graus Celsius, autoridades dizem que o clima prejudica esforços para combater o incêndio.

“Este é um incêndio perigoso e imprevisível, um incêndio vicioso que está se alimentando de uma floresta boreal extremamente seca”, disse o ministro de Segurança Pública, Ralph Goodale, em entrevista coletiva.

O incêndio queimou pelo menos 156 mil hectares até sábado de manhã, informou o governo de Alberta. Autoridades alertaram na noite de sexta-feira que a área afetada pelo fogo, de 101 mil hectares, pode dobrar de tamanho até o fim do dia. 

Mais de 500 bombeiros combatem as chamas dentro e ao redor de Fort McMurray, com a ajuda de 15 helicópteros e 14 aviões-tanque, de acordo com o governo de Alberta.

Dentro de Fort McMurray, a visibilidade está frequentemente abaixo de 9 metros por conta da fumaça, tornando ainda muito perigoso circular na cidade, disse o inspetor da Polícia Montada Canadense Kevin Kunetzki em um ponto de checagem na rodovia.    Continuação...