AES Tietê avalia aquisições e leilões de energia solar, diz executivo

segunda-feira, 9 de maio de 2016 12:39 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A AES Tietê, controlada pela norte-americana AES, aproveita o grande número de ativos à venda no setor elétrico do Brasil para avaliar oportunidades de expansão por meio de aquisições, além de estudar a participação em leilões do governo com projetos de usinas solares, afirmou um executivo nesta segunda-feira.

"O mercado está bastante vendedor e a AES Tietê vem aproveitando esse momento para analisar algumas oportunidades. Estamos em análise de boas oportunidades, mas isso leva tempo, precisa ser bem analisado", afirmou o diretor de Geração da companhia, Ítalo Freitas Filho, em teleconferência com investidores.

Ele citou questões macroeconômicas e "a situação das empresas" analisadas como pontos de atenção a serem avaliados nas operações.

O diretor também afirmou que a geradora pretende inscrever em leilões de energia do governo um projeto de usina solar com 150 megawatts em potência instalada.

"Estamos preparando uma usina solar de 150 megawatts... para participar dos leilões de reserva, estamos em fase de coleta de licenciamento para o cadastro e a posterior participação", disse.

Está prevista a realização, pelo governo federal, de dois leilões para contratação de usinas solares neste ano, em 29 de julho e 28 de outubro.

(Por Luciano Costa)