Thyssenkrupp corta previsões por preços do aço

terça-feira, 10 de maio de 2016 08:53 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O grupo industrial alemão Thyssenkrupp cortou suas previsões para o ano nesta terça-feira devido à queda nos preços de materiais incluindo o aço, que afirmou terem sido mais acentuadas e com maior duração que o esperado.

A Thyssenkrupp divulgou queda de um quinto no lucro operacional trimestral ajustado, conforme as quedas de preços de materiais pesaram mais do que melhoras em suas unidades de bens de capital, o que deve aumentar a probabilidade de separação de suas operações siderúrgicas.

A Thyssenkrupp disse esperar agora lucro antes de juros e impostos (Ebit) ajustado para o ano cheio de ao menos 1,4 bilhão de euros, contra previsão anterior de 1,6 bilhão a 1,9 bilhão de euros e média em pesquisa da Reuters de 1,49 bilhão.

"Embora estejamos vendo agora uma recuperação nos preços, ela está vindo mais tarde do que esperávamos originalmente e de um nível mais baixo, o que também será refletido em nossos números com um atraso", disse o presidente-executivo, Heinrich Hiesinger, em comunicado.

A Thyssenkrupp, que é 15 por cento detida pelo investidor ativista Cevian, disse repetidamente que quer ter um papel em qualquer consolidação do mercado siderúrgico europeu, mas não está preparada para colocar dinheiro sobre a mesa.

Seus resultados do segundo trimestre fiscal elevarão tanto a pressão quanto a dificuldade de fazê-lo, conforme o lucro da Steel Europe foi cancelado por uma perda da siderúrgica brasileira da empresa, e reavaliações de aposentadorias pesaram.

A Thyssenkrupp também cortou previsões anuais para o lucro líquido e fluxo de caixa livre antes de fusões e aquisições.

(Por Georgina Prodhan)