Indicador da OCDE aponta melhora do cenário para Brasil e emergentes

quarta-feira, 11 de maio de 2016 07:41 BRT
 

PARIS (Reuters) - A desaceleração econômica em países emergentes está dando sinais de melhora, disse a OCDE nesta quarta-feira, acrescentando que o cenário está melhorando no Brasil e na Rússia e se estabilizando na China mas continua a se deteriorar nos Estados Unidos.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) informou que seu indicador econômico mensal, uma medida concebida para apontar pontos de virada na economia mundial, também mostrou ímpeto de crescimento estável na zona do euro.

"Os CLIs (indicadores compostos) continuam a apontar desaceleração do crescimento nos Estados Unidos e no Reino Unido, com o cenário para menor crescimento agora confirmado na Itália", disse a OCDE em comunicado.

Em um índice em que 100 representa a média de longo prazo, a OCDE disse que a leitura para países da organização como um todo diminuiu para 99,6 em março ante 99,7 no mês anterior.

A leitura para o Brasil melhorou para 98,3 de 98,0, enquanto o indicador para a Rússia avançou para 98,6 de 98,4. Já o dado da China permaneceu em 98,3.

O indicador para os EUA caiu a 98,8 de 98,9, enquanto a leitura do Reino Unido permaneceu em 99,1 e ainda aponta desaceleração do crescimento. O indicador da Alemanha continuou em 99,7.

A economia da zona do euro caiu a 100,4, com o indicador para a França estável em 100,9 enquanto o Itália caiu para 100,7 de 100,8.

(Reportagem de Michel Rose)