CCR mantém interesse em novas concessões apesar de dificuldades em Confins

quarta-feira, 11 de maio de 2016 12:36 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de concessões de infraestrutura CCR disse que as dificuldades que a administradora do aeroporto de Confins (MG), BH Airport, da qual é acionista, está enfrentando no projeto não afetam seu apetite por novas concessões.

A BH Airport depositou em juízo valor referente ao pagamento de outorga pelo aeroporto concedido, argumentando que foram desembolsados perto de 100 milhões de reais em obras que deveriam ter sido entregues pelo governo à concessionária.

Segundo a CCR, discussões para promover um reequilíbrio do contrato não caminharam, motivo pelo qual a medida judicial foi tomada a fim de chegar a uma solução.

"O apetite por concessões é independente... o que vai definir serão as regras e condições divulgadas nos editais", disse Marcus Macedo, da área de relações de investidores, em teleconferência com analistas.

O presidente da CCR, Renato Vale, afirmou mais cedo neste ano que a companhia está mais focada nos terminais de Salvador (BA) e Fortaleza (CE), que fazem mais sentido para a empresa do que os aeroportos do sul, de Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), por conta das perspectivas para voos internacionais.

Nesta quarta-feira, a CCR também disse que espera para este ano um comportamento do tráfego de veículos em relação ao PIB nas rodovias que administra similar ao do ano passado.

O tráfego consolidado nas rodovias da CCR caiu 3,2 por cento no primeiro trimestre, a 243,3 milhões de veículos equivalentes.

(Por Priscila Jordão)