Dólar tem leve alta após Senado aprovar afastamento de Dilma; BC atua esta manhã

quinta-feira, 12 de maio de 2016 09:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar tinha leve alta ante o real no início dos negócios desta quinta-feira, poucas horas depois de o Senado aprovar o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, levando a seu afastamento por até 180 dias.

A sessão era marcada também pela atuação do Banco Central no mercado de câmbio logo pela manhã, após a moeda norte-americana fechar abaixo de 3,45 reais na véspera.

Às 9:10, o dólar avançava 0,30 por cento, a 3,4559 reais na venda, após cair por duas sessões seguidas e fechar a 3,4456 reais na véspera.

O BC já anunciou leilão de até 20 mil contratos de swap cambial reverso, equivalente a compra futura de dólares. Na véspera, a autoridade monetária realizou três leilões, oferecendo até 20 mil contratos em cada operação e vendendo 47.970 swaps reversos.

Nesta madrugada, os senadores aprovaram o andamento do processo de impedimento de Dilma por 55 votos a favor e 22 contra, em uma sessão que durou quase 21 horas. Com seu afastamento, o vice-presidente, Michel Temer, assume interinamente a Presidência.

A expectativa é que Temer anuncie Henrique Meirelles, ex-presidente do BC, como seu ministro da Fazenda, nome bem recebido pelos mercados.

O mercado esperava a confirmação do nome que ficará à frente do BC. A expectativa é que o atual presidente Alexandre Tombini permaneça no cargo por um período de transição. Nesta quinta-feira, Dilma exonerou seus ministros com exceção de Tombini.

(Por Flavia Bohone)