Via Varejo faz acordo para potencial integração com Cnova no Brasil

quinta-feira, 12 de maio de 2016 14:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Via Varejo anunciou nesta quinta-feira que assinou um memorando de entendimentos para uma potencial integração da varejista de eletrônicos, eletrodomésticos e móveis com a empresa de comércio eletrônico Cnova no Brasil.

O anúncio fazia as ações units da Via Varejo dispararem mais de 6 por cento no início da tarde desta quinta-feira.

Com o negócio, a Via Varejo se tornará uma companhia integrada com lojas físicas e comércio eletrônico no Brasil, deixando de deter participação no capital social da Cnova .

A Via Varejo é um braço do Grupo Pão de Açúcar, enquanto a Cnova, do grupo Casino, opera no Brasil os sites de varejo incluindo os das bandeiras Ponto Frio, Casas Bahia e Extra. O GPA também é controlado pelo Casino.

As empresas afirmam que a integração vai simplificar a estrutura de governança e relações comerciais entre as companhias e gerar sinergias comerciais e de logística e otimização de custos.

Para o negócio avançar, o controlador Casino fará uma oferta pública para a aquisição das ações de acionistas minoritários de Cnova NV. O preço da oferta será de 5,50 dólares por papel ordinário.

Segundo a Via Varejo, a Cnova Brasil foi avaliada inicialmente como valendo entre 492 milhões e 557 milhões de dólares.

Em relatório, analistas do UBS destacaram o fato de que o GPA não poderá vender as ações da Cnova no âmbito da oferta, uma notícia vista como negativa, porque o GPA não vai monetizar sua fatia na Cnova e permanecerá exposto aos resultados de comércio eletrônico na França, não relacionados a suas operações.

As ações do GPA recuavam 1,9 por cento, enquanto o Ibovespa subia 1 por cento.   Continuação...