Eterno líder do governo, Jucá chega ao Planejamento como negociador hábil

quinta-feira, 12 de maio de 2016 15:05 BRT
 

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - Hábil e firme negociador, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), novo ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, é figura carimbada na política brasileira, acumulando a proeza de ter sido o líder da base no Senado tanto nos dois últimos governos petistas, como na gestão de Fernando Henrique Cardoso.

Economista de formação e um dos homens do plano econômico do PMDB, iniciou sua vida política como diretor da Secretaria de Educação de Pernambuco, mas foi em Roraima que estabeleceu sua base política.

Depois de presidir a Fundação Nacional do Índio (Funai), foi nomeado, em setembro de 1988, pelo então presidente da República José Sarney como governador de Roraima, quando o atual Estado ainda tinha o status de Território. E permaneceu no cargo quando, logo em seguida, Roraima se tornou Estado.

De lá para cá, acumulou ampla bagagem política, além de experiência na administração pública, rendendo-lhe agora o comando do Ministério do Planejamento mesmo tendo sido citado em delação premiada da Lava Jato, que apura irregularidades na Petrobras, e apesar de ser alvo de investigação sobre suspeita de compra de emendas de medidas provisórias.

Protagonista de momentos decisivos, conhece como poucos os meandros do Congresso e do Orçamento. Para ficar só em dois exemplos: Jucá é apontado como responsável pela aprovação do marco regulatório do pré-sal quando liderava a bancada governista no Senado no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e foi o relator do projeto que mudou a meta fiscal no fim do primeiro mandato de Dilma Rousseff.

Embora tenha ajudado os governos petistas, desde a campanha de 2014, passou a assumir postura declaradamente contrária a Dilma. À medida que o pedido de impeachment ganhava força, o senador e presidente interino do PMDB não só endureceu o discurso, como passou a atuar para que a Câmara autorizasse a abertura do processo contra a chefe do Executivo.

CRIATIVO   Continuação...