Ações chinesas recuam pela 4º semana seguida em meio a preocupações econômicas

sexta-feira, 13 de maio de 2016 07:42 BRT
 

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - As ações chinesas fecharam na mínima de duas semanas nesta sexta-feira com o principal índice registrando a quarta semana seguida de quedas, em meio ao aumento das preocupações de que a recente retomada na atividade econômica pode estar acabando.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,49 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,3 por cento, menor nível de fechamento desde 11 de março. Na semana, o SSEC acumulou perdas de 3 por cento, enquanto o CSI300 recuou 1,8 por cento, quarta semana consecutiva de perdas de ambos.

No restante do continente, as ações também recuaram após um desempenho ruim de Wall Street no dia anterior, enquanto o iene rondou a mínima de duas semanas com os operadores apostando que o banco central do Japão vai ampliar seus enormes estímulos.

Às 7:38 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 1,17 por cento, a caminho de acumular queda de cerca de 1,2 por cento na semana, sua terceira semana seguida de perdas.

O iene tem enfraquecido nas últimas sessões com os investidores reduzindo suas posições compradas e com autoridades alertando sobre intervenções no câmbio.

A declaração de um proeminente acadêmico com laços próximos ao presidente do banco central japonês, Haruhiko Kuroda, também enfraqueceu a moeda. Ele disse na quinta-feira que o Banco do Japão provavelmente vai expandir seus estímulos monetários em junho ou em julho, de olho nos dados do Produto Interno Bruto do primeiro trimestre e no resultado do encontro do G7 neste mês.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,41 por cento, a 16.412 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,99 por cento, a 19.719 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,30 por cento, a 2.827 pontos.   Continuação...