Vendas no varejo dos EUA têm maior ganho em um ano em abril

sexta-feira, 13 de maio de 2016 10:02 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - As vendas no varejo nos Estados Unidos tiveram a maior alta em um ano em abril, com os norte-americanos intensificando as compras de automóveis e de uma série de outros bens, o que sugere que a economia está recuperando ímpeto após o crescimento quase estagnar no primeiro trimestre.

O Departamento do Comércio informou nesta sexta-feira que as vendas no varejo avançaram 1,3 por cento no mês passado, o maior ganho desde março de 2015. As vendas de março foram revisadas para cima para mostrar queda de 0,3 por cento ante recuo de 0,4 por cento anteriormente divulgado.

Excluindo automóveis, gasolina, materiais de construção e serviços de alimentação, as vendas no varejo cresceram 0,9 por cento no mês passado após um ganho de 0,2 por cento em março em dado revisado para cima.

O assim chamado núcleo das vendas no varejo corresponde mais de perto ao componente de gastos do consumidor do Produto Interno Bruto (PIB).

Economistas consultados pela Reuters projetavam alta de 0,8 por cento das vendas varejistas e de 0,3 por cento do núcleo das vendas no varejo no mês passado.

O amplo aumento das vendas no varejo é um alívio para um setor que tem lutado contra a demanda fraca, e sugere que o crescimento econômico está acelerando após frear a uma taxa anualizada de 0,5 por cento no primeiro trimestre do ano.

A economia expandiu à taxa de 1,4 por cento no quarto trimestre do ano passado. As vendas no varejo têm sido fracas em parte porque o fortalecimento do mercado de trabalho não está gerando um forte aumento da renda.

Economistas também disseram que parte das economias com a gasolina mais barata no último ano e meio têm sido absorvida pelos aumentos dos aluguéis e dos custos médicos.

(Reportagem de Lucia Mutikani)