Bolsas dos EUA fecham em queda após semana difícil para varejistas

sexta-feira, 13 de maio de 2016 18:08 BRT
 

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos recuaram nesta sexta-feira, com o recuo dos preços do petróleo acrescentando à pressão exercida por empresas de bens de consumo, após balanços trimestrais sombrios da Nordstrom e de J.C. Penney ofuscarem os dados altistas sobre as vendas do varejo em abril.

O índice Dow Jones caiu 1,05 por cento, encerrando a 17.535 pontos e o S&P 500 perdeu 0,85 por cento, a 2.046 pontos. Já o Nasdaq Composite registrou queda de 0,41 por cento, para 4.717 pontos.

Na semana, o Dow caiu 1,2 por cento, o S&P perdeu 0,5 por cento e o Nasdaq teve queda de 0,4 por cento. Foi a terceira semana consecutiva de perdas para o Dow e o S&P 500 e a quarta pra o Nasdaq.

A queda nas ações das lojas de departamento marcou o fim de uma semana que destacou a expansão da influência da Amazon.com e as dificuldades das varejistas com lojas físicas, que estão lutando para acompanhar a loja online.

Os preços do petróleo caíram, com o dólar forte pressionando e investidores realizando ganhos após um rali de três dias. Isto levou o índice de energia do S&P a uma queda de 1,25 por cento.

As vendas do varejo nos EUA saltaram 1,3 por cento no mês passado, o maior ganho desde março de 2015 e superior à expectativa de economistas.

(Por Noel Randewich; reportagem adicional por Tanya Agrawal e Yashaswini Swamynathan)