G7 vê necessidade de impulsionar demanda e resolver restrição de oferta, diz premiê japonês

quarta-feira, 18 de maio de 2016 09:43 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - Os líderes do G7 concordam sobre a necessidade de adotar medidas para impulsionar a demanda global e eliminar fatores que afetam a produtividade em meio a persistentes riscos à economia mundial, disse o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, nesta quarta-feira.

"Há riscos à economia global", como as consequências da desaceleração da China, disse Abe durante debate com líderes de partidos da oposição.

"Eu avisei sobre a necessidade de criar demanda e remover restrições do lado da oferta", disse Abe, explicando o que ele discutiu com os líderes europeus durante sua visita à Europa neste mês.

O Japão vai sediar uma cúpula do G7 neste fim de semana, no qual medidas de política econômica para resolver a fraqueza do crescimento global estarão no topo da agenda.

Abe disse que os líderes do G7 têm um entendimento comum sobre os riscos que afetam a perspectiva global. "Nenhum dos líderes acredita que não há necessidade de se preocupar que esses riscos possam se materializar".

Adotar medidas de estímulo fiscal pode ajudar a promover o crescimento, particularmente quando os bancos centrais do Japão, Estados Unidos e Europa implementam políticas monetárias superfrouxas, disse Abe.

(Por Leika Kihara)