Mercados europeus se recuperam e fecham em alta, impulsionados por bancos

quarta-feira, 18 de maio de 2016 14:17 BRT
 

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus se recuperaram de um início fraco nesta quarta-feira, com a alta dos bancos e uma recuperação em Wall Street ajudando a compensar alguns resultados corporativos fracos como da suíça Sonova.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve alta de 0,82 por cento, a 1.325 pontos, recuperando-se da queda de mais cedo.

Sinais de que a inflação está retornando nos Estados Unidos e os comentários "hawkish" de uma autoridade do Fed haviam afetado Wall Street na terça-feira, levando a uma abertura fraca do mercado europeu. Entretanto, a força das gigantes de tecnologia Apple e Amazon ajudaram os índices norte-americanos a se recuperarem.

Os bancos ficaram entre as maiores altas setoriais, com ganho de 2 por cento, com alguns citando alívio diante da perspectiva de juros mais altos, uma vez que o setor tem lutado para preservar suas margens líquidas de juros e rentabilidade em um ambiente de juros baixos.

Mas resultados fracos pressionaram as ações. A fabricante suíça de equipamentos para audição Sonova teve uma das piores performances do mercado acionário europeu, tombando 6,4 por cento após não atingir suas metas anuais de vendas e lucro.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,03 por cento, a 6.165 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,54 por cento, a 9.943 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,51 por cento, a 4.319 pontos.   Continuação...