Produção de aço bruto no Brasil em abril cai ao menor nível desde 2009

quarta-feira, 18 de maio de 2016 16:41 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A produção brasileira de aço bruto em abril foi a mais baixa dos últimos oito anos, ao cair 20,6 por cento sobre o mesmo mês do ano passado, para 2,3 milhões de toneladas, informou nesta quarta-feira o Instituto Aço Brasil (IABr), que representa as usinas siderúrgicas.

Com a queda, a produção acumulada no primeiro quadrimestre do ano somou 9,7 milhões de toneladas, 14 por cento menos do que o produzido um ano antes, informou a entidade.

A produção de abril foi a menor para um único mês desde julho de 2009, quando o setor registrou volume de 1,9 milhão de toneladas.

A queda ocorreu em meio à redução da capacidade do parque produtivo do setor, com a parada de alto-fornos por siderúrgicas como Usiminas e CSN.

As vendas de aço no mercado interno no mês passado recuaram 10,9 por cento sobre um ano antes, para 1,35 milhão de toneladas. Com isso, a queda nas vendas internas no primeiro quadrimestre foi de 20,3 por cento, a 5,36 milhões de toneladas, segundo os dados do IABr.

Apesar da queda nas vendas, as siderúrgicas estão conseguindo aplicar reajustes de preços. Na véspera, o presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (Inda), Carlos Loureiro, afirmou que as produtoras de aços planos estão anunciando para o início de junho um terceiro aumento consecutivo nos preços, em meio ao forte recuo das importações.

As exportações de aço em abril, segundo o IABr, somaram 1 milhão de toneladas, crescimento de 60 por cento sobre igual mês de 2015. No ano até o mês passado, as vendas externas registram alta de 25 por cento, a 4,27 milhões de toneladas.

Enquanto isso, as importações recuaram 74 por cento em abril, para 112 mil toneladas, acumulando nos quatro primeiros meses do ano queda de 66,4 por cento sobre um ano antes, a 480 mil toneladas, segundo o IABr.

(Por Alberto Alerigi Jr.)