Ações europeias recuam com perspectiva de alta de juros nos EUA, mas bancos sobem

quinta-feira, 19 de maio de 2016 14:20 BRT
 

Por Danilo Masoni e Atul Prakash

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações europeias caíram nesta quinta-feira com a queda dos preços dos metais e do petróleo pressionando as ações ligadas a commodities, e com a preocupação de que a taxa de juros nos Estados Unidos será elevada em breve.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve queda de 1,19 por cento, a 1.309 pontos. O subíndice de matérias-primas caiu 2,6 por cento, e o de energia recuou 2,7 por cento.

Entretanto, alguns bancos subiram, impulsionados pela perspectiva de alta dos juros nos EUA. A ata da reunião de abril do Federal Reserve, banco central norte-americano, mostrou que a maioria das autoridades pensa que uma elevação dos juros em junho será apropriada se a economia do país continuar a melhorar.

"Esse tom mais hawkish do que o esperado da ata está pressionando as ações europeias", disse o estrategista-chefe do Market Securities Stephane Ekolo, "exceto o setor bancário, um claro favorecido no caso de o Fed começar a elevar os juros antes do que o mercado espera."

O Deutsche Bank subiu 1,3 por cento. Um operador disse que o banco será um dos maiores beneficiados entre os bancos europeus se o Fed elevar os juros, graças as seus negócios no país.

Os preços cobre ampliaram as perdas nesta quinta-feira, pressionados pelo dólar forte, pelo potencial aumento dos juros nos EUA e pelas preocupações com a demanda fraca. O dólar mais forte também colocou pressão sobre os preços do petróleo.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,82 por cento, a 6.053 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,48 por cento, a 9.795 pontos.   Continuação...