Ex-presidente-executivo da Louis Dreyfus deixa conselho em mais nova reorganização

quinta-feira, 19 de maio de 2016 14:58 BRT
 

PARIS (Reuters) - A trading global de commodities agrícolas Louis Dreyfus Company anunciou mudanças em sua gestão nesta quinta-feira, com a saída do ex-presidente-executivo Serge Schoen de seu conselho, outro passo na reestruturação de lideranças dirigida pela maior acionista, Margarita Louis-Dreyfus.

A saída de Schoen, que comandou o rápido crescimento da gigante do agronegócio como presidente-executivo entre 2005 e 2013, acontece após a Louis Dreyfus encerrar uma prolongada busca por um sucessor permanente para o cargo, promovendo o chefe da Ásia, Gonzalo Ramirez Martiarena, no ano passado.

Em um comunicado anunciando as mudanças para seu conselho de supervisão, a Louis Dreyfus não mencionou o nome de Schoen, mas ofereceu uma composição do conselho na qual ele não estava presente.

"Estas mudanças planejadas estão alinhadas com o novo roteiro estratégico do grupo para os próximos anos (Vision 2025), que planeja a resposta da empresa a um novo ambiente, pós-super ciclo do setor de agronegócio, ao colocar uma ênfase maior nas áreas de negócio principais, reorientando a presença geográfica e o modelo operacional da LDC e garantindo um alinhamento ainda mais forte entre a governança corporativa e a administração sênior", disse o comunicado.

O comunicado não disse se Schoen saiu por vontade própria ou se foi dispensado, e uma porta-voz não quis fazer mais comentários.

(Por Gus Trompiz)