Reunião da Opep não deve ter decisão coordenada entre produtores, diz ministro russo

sexta-feira, 20 de maio de 2016 11:39 BRT
 

SOCHI/MOSCOU (Reuters) - O ministro russo de Energia, Alexander Novak, disse nesta sexta-feira que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não deve tomar nenhuma decisão sobre uma ação coordenada em relação ao mercado de petróleo na reunião do grupo no início do próximo mês.

Alguns dos maiores produtores de petróleo globais, incluindo Rússia e a Arábia Saudita, que é da Opep, falharam em alcançar um acordo em abril para congelar a produção, em um pacto que pensava-se que poderia ajudar a acelerar o reequilíbrio do mercado em entre três e seis meses.

"Em minha opinião, qualquer decisão sobre cooperação que fosse exigir um consenso obrigatório é improvável de ser tomada", disse Novak, em entrevista à TV estatal russa.

A Opep tem um encontro agendado para 2 de junho em Viena, na primeira reunião do grupo desde que um novo ministro de Energia foi nomeado na Arábia Saudita, maior exportador global de petróleo.

Em separado, Novak disse a jornalistas que a Rússia estaria pronta a encontrar a Opep para consultas se uma reunião para isso fosse proposta.

"A Rússia não é um membro da Opep... se houver qualquer consulta fora da reunião da Opep, para países membros e não membros, nós vamos olhar essas propostas... mas não há propostas dessas ainda", afirmou.

(Por Katya Golubkova, Vladimir Soldatkin e Anastasia Lyrchikova)