Daimler corta previsão para caminhões diante de queda de vendas no Brasil e EUA

sexta-feira, 20 de maio de 2016 12:02 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A Daimler cortou a previsão de lucro para sua divisão de caminhões por causa da queda de vendas nos Estados Unidos e no Brasil, o que disparou preocupações de analistas sobre a capacidade da empresa de ler o mercado.

A Daimler Trucks informou que espera que o lucro antes de juros e impostos (Ebit) de operações continuadas e as vendas unitárias caiam de maneira significativa em 2016.

A empresa estimava antes Ebit de operações continuadas estável e leve queda de vendas unitárias.

"A Daimler finalmente decidiu mudar suas projeções não realistas para caminhões, que não estavam ajudando em nada para melhorar a credibilidade da empresa nos últimos meses", escreveu em nota o analista Michael Tyndall, do Citi.

O mercado de caminhões pesados na América do Norte recuou depois que a queda nos preços do petróleo e dos metais prejudicaram a atividade industrial, o que fez a rival Volvo a alertar os investidores sobre uma virada do segmento.

A Daimler informou ainda que vai ampliar cortes de empregos na divisão de caminhões no Brasil, o que deve gerar 100 milhões de euros adicionais em custos com as demissões.

A empresa detém a marca Mercedes-Benz de caminhões e fábrica em São Bernardo do Campo (SP). No início de maio, o sindicato local afirmou que a empresa informou que havia excedente de 2 mil trabalhadores na fábrica.

As vendas de caminhões no Brasil acumulam queda de 31 por cento de janeiro a abril deste ano sobre o mesmo período de 2015, para 17,3 mil unidades.