Bovespa descola do exterior e tem 4ª queda seguida, à espera de medidas do governo

sexta-feira, 20 de maio de 2016 17:47 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - O ambiente mais positivo no exterior não foi o bastante para segurar os ganhos registrados na manhã desta sexta-feira na Bovespa, que teve sua quarta queda consecutiva, à espera de medidas mais concretas do governo Michel Temer e diante da perspectiva de alta do juro norte-americano.

O Ibovespa caiu 0,82 por cento, a 49.722 pontos. O giro financeiro foi de 5,29 bilhões de reais. Na semana, o índice perdeu 4 por cento.

O apetite por ativos mais arriscados retornava gradualmente às principais bolsas no exterior, após recentes mensagens do Federal Reserve no sentido de uma alta dos juros mais cedo do que vinha sendo precificado.

Nos Estados Unidos, o índice S&P 500 avançou 0,6 por cento. Mas a Bovespa acabou perdendo força em relação à alta de 1,37 por cento no melhor momento do dia, quando acompanhou o exterior.

De acordo com participantes do mercado, investidores adotaram postura mais cautelosa por ainda estarem à espera de medidas mais concretas do governo Temer, sendo que muitas vão depender também da aprovação do Congresso Nacional.

"(A volatilidade) vai continuar enquanto o mercado externo não se equilibrar diante dessa nova perspectiva de aumento de juros nos EUA e não tiver ainda um esforço (do governo) para anunciar medidas", disse o economista-chefe da ModalMais, Álvaro Bandeira, lembrando que a bolsa subiu apenas em uma sessão, no dia 12, desde que Temer assumiu interinamente a presidência da República.

Na próxima semana, o governo fará um esforço para aprovar no Congresso Nacional a mudança da meta fiscal para um rombo superior a 100 bilhões de reais.

  Continuação...