Ações da Fiat Chrysler caem por notícias de ameaça de proibição de vendas na Alemanha

segunda-feira, 23 de maio de 2016 15:00 BRT
 

MILÃO (Reuters) - As ações da Fiat Chrysler chegaram a cair mais de 5 por cento nesta segunda-feira, após o jornal alemão Bild noticiar que a montadora pode ser proibida de vender carros na Alemanha se forem encontradas evidências de desrespeito às regras de emissões de poluentes.

A Alemanha começou a testar veículos de várias montadoras na onda do escândalo fraude em testes de emissões de poluentes em veículos a diesel da Volkswagen, maior montadora da Europa. Os testes colocaram mais pressão em um setor que está apenas se recuperando gradualmente de seis anos de quedas nas vendas.

O jornal Bild am Sonntag publicou que vários testes conduzidos pela autoridade de transportes motorizados da Alemanha KBA descobriram provas de que o sistema de tratamento de gases de escape em alguns dos modelos da FCA se desligaria após 22 minutos. Os testes de emissão duram normalmente 20 minutos, acrescentou o jornal.

Em um relatório em separado, o Bild citou fontes do ministério dos Transportes alemão, que teriam dito que a montadora pode, no pior cenário, ser ameaçada com uma proibição de vendas na Alemanha se continuar descumprindo as regras de emissão.

Um porta-voz da FCA reiterou que "todos os seus veículos cumprem com as regras de emissões existentes". O porta-voz não quis fazer mais comentários sobre detalhes específicos sobre a reportagem do Bild.