Ternium subscreve R$193,5 milhões em aumento de capital da Usiminas

segunda-feira, 23 de maio de 2016 18:51 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Ternium informou nesta segunda-feira que subscreveu ações no aumento de capital da Usiminas, reservando 38,7 milhões de ações ordinárias, em um valor total a que tinha direito de 193,5 milhões de reais.

A companhia informou ainda que tem interesse em subscrever eventuais sobras de papéis não reservados por acionistas "até um valor a ser especificado" mais adiante na operação de aumento de capital.

O montante final de ações a serem adquiridas pelo grupo Ternium deve ser divulgado em 14 de junho, quando a segunda etapa da oferta será concluída.

Na semana passada, a CSN, maior acionista minoritária da Usiminas, informou que havia subscrito cerca de 35,8 milhões de ações no aumento de capital da rival, em um valor total de 178,8 milhões de reais.

Mas a subscrição da CSN foi depositada em juízo, à espera de decisão da Justiça sobre processo em que a empresa cobra utilização de recursos da mineradora Musa, unidade da Usiminas, para reduzir o montante do aumento de capital da rival.

O valor a ser levantado pela Usiminas junto a seus acionistas foi decidido em assembleia em abril. A proposta de 1 bilhão de reais foi feita pela Nippon Steel, que considera o valor como essencial para garantir a sobrevivência financeira da Usiminas e permitir que o grupo japonês Sumitomo Corporation autorize repasse de recursos da Musa para a siderúrgica.

O aumento de capital envolve emissão de 200 milhões de novas ações ordinárias a 5 reais cada. A Nippon Steel divide o controle da Usiminas com o grupo Techint, que controla a Ternium.

A operação conta com garantia de subscrição pelo grupo Nippon das ações a que tem direito e de eventuais sobras até o limite de 1 bilhão de reais.

Além do repasse de recursos da Musa, a concretização do aumento de capital é fundamental para que bancos renegociem a dívida da Usiminas em meio a um plano de reestruturação das finanças da maior produtora de aços planos do país.   Continuação...