G7 assume compromisso com esforços para garantir crescimento global

sexta-feira, 27 de maio de 2016 10:05 BRT
 

Por Yuka Obayashi e Ami Miyazaki

ISE-SHIMA, Japão (Reuters) - O G7, grupo que reúne as principais economias mundiais, prometeu nesta sexta-feira buscar forte crescimento global, enquanto discutiram sobre o mercado cambial e políticas de estímulo e expressando preocupação com a Coreia do Norte, Rússia e disputas marítimas que envolvem a China.

Os líderes do G7, que participaram de uma cúpula na região central do Japão, prometeram usar "todas as ferramentas políticas" para impulsionar a demanda e aliviar as restrições de oferta.

"O crescimento global permanece moderado e abaixo do potencial, enquanto os riscos de fraco crescimento persistem", disseram por meio de declaração. "O crescimento global é a nossa prioridade urgente".

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, disse que o G7 divide "um forte sentimento de crise" sobre a perspectiva global.

"O risco mais preocupante é contração da economia global", liderada pela desaceleração nas economias emergentes, disse Abe em entrevista coletiva depois de presidir a cúpula de dois dias. "Há um risco de a economia mundial cair em crise se as respostas políticas adequadas não forem feitas."

No geral, por meio da declaração de 32 páginas, o G7 se comprometeu com taxas de câmbio baseadas no mercado e evitar a "desvalorização competitiva" de suas moedas.

Abe destacou a necessidade de uma política fiscal flexível para sustentar a recuperação econômica, enquanto a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, tem permanecido cética quanto aos gastos públicos para impulsionar o crescimento.

O G7 chamou o excesso de capacidade industrial global, especialmente do aço, de "desafio estrutural urgente com implicações globais".   Continuação...

 
Líderes do G7 durante encontro em Ise Shima, Japão.  27/05/2016          REUTERS/Carlos Barria